Crédito e Cobrança

Na trajetória profissional dos fundadores da Concilie, que por sua vez atuaram nos grandes bureaus de crédito do mercado nacional e em assessoria de cobrança, foi percebido que em toda a régua do crédito e cobrança, ainda há muito o que fazer. Seja evitando perder vendas e ou clientes por falta de conhecimento em como buscar as melhores informações, bem como a melhor maneira de usá-las no ato da concessão do crédito.

Nem estamos discutindo as vendas feitas e que se tornaram inadimplentes, neste caso são milhões, pois são concedidos muitos créditos para empresas que estão sem condições de arcar com suas obrigações. Foram mais de 3.000 empresas foram montadas com um único intuito, aplicar golpe no mercado em 2016.

Em relação à cobrança, há muito o que fazer após o não recebimento de um pagamento. Porém demanda tempo, investimento e expertise. Contatar um devedor e obter uma negociação com êxito, requer trabalhos específicos e orientados.

As empresas, após seus esforços internos, não obtendo êxito nas negociações, terceirizam as cobranças extrajudiciais e judiciais.   Este é um caminho, pois as assessorias colocam foco e especializam suas equipes na busca do devedor cumprir a obrigação com o credor.

Ainda é possível perceber empresas com preconceito das assessorias de cobranças,  pois há comentários do mercado de que em alguns casos falta transparência nos reais valores cobrados dos devedores. Podemos afirmar que já existem assessorias com 100% de transparência neste item, que tanto já interferiu na confiança entre assessorias x credores x devedores.

Com base nestas informações, é que foi fundada a CONCILIE, sugerindo e capacitando as empresas em como fazer uma liberação de crédito mais segura. Na cobrança extrajudicial e judicial, uma prestação de contas transparente é necessária, a ponto de permitir o acesso remoto do cliente no sistema do negociador a fim de  acompanhar todos os passos já dados em busca do acordo, bem como dos acordos já realizados.

Escrever um comentário